3º Congresso Nacional da Educação

Realizou-se o 3o Congresso Nacional da Educação nos dias 15, 16 e 17 de maio no Salão LaliniLariguto da Comissão Nacional de Eleições, em Díli. “A educação é o pilar da consolidação da Identidade e do Desenvolvimento da Nação” foi o tema do 3o Congresso, onde se abordaramas 6 áreas-chave do sector educativo, nomeadamente, (i) Currículos Nacionais do Ensino, (ii) Gestão e Formação de Professores, (iii) Administração e Inspeção Escolar, (iv) Infraestruturas, Equipamentos e Recursos Educativos, (v) Gestão do Ensino Superior Público e Privado, e (vi) Participação dos Pais, da Comunidade, do Setor Privado e demais Parceiros.

Neste Congresso reuniram-se representantes do Ministério da Educação e de um amplo leque de partes interessadas, para consolidar um consenso em torno de seis áreas-chave, que irão moldar a política a médio prazo. O objetivo comum encontra-se na implementação da visão do Plano Estratégico de Desenvolvimento, quando refere que “todas as crianças timorenses devem ir à escola e receber uma educação de qualidade que lhes dê os conhecimentos e as qualificações que lhes permitam virem a ter vidas saudáveis e produtivas, contribuindo de forma ativa para o desenvolvimento da Nação”.

O Primeiro-Ministro, Rui Maria de Araújo, abriu oficialmente o 3o Congresso referindo que:
“É sempre motivo de contentamento constatar que estamos perante uma ‘casa cheia’, sobretudo quando essa casa se enche para discutir conceitos, ideias e pontos de vista sobre um sector que é uma prioridade nacional e de interesse comum, sobre um sector que, sem dúvida nenhuma, é o pilar da consolidação da identidade e do desenvolvimento da nação: a Educação! Que é, de resto, o tema deste 3º Congresso Nacional.”

Após a abertura oficial, decorreu uma palestra com o tema “Sonhar a Educação: uma visão para Timor-Leste”, com a participação do antigo Presidente da República e Prémio Nobel da Paz, José Ramos-Horta, do antigo Primeiro-Ministro e atual Presidente da Região Administrativa Especial de Oe-cusseAmbeno, Mari Alkatiri, e do Reitor do Instituto de Filosofia e Teologia de Fatumeta, Padre Domingos Alves.

Da parte da tarde, realizou-se a apresentação do diagnóstico do sector da Educação por S.Exa. o Sr. Ministro de Estado, Coordenador dos Assuntos Sociais e Ministro da Educação e respetiva análise por um perito nacional, Dr. Benjamim Corte-Real, e um perito internacional, Dr. Manuel Miguéns.

Para o dia 16, no início da manhã, decorreu uma palestra sobre o tema geral do Congresso, dirigido pelo Saudoso Engenheiro Mário Viegas Carrascalão. Para o resto do dia, registaram-se quatro sessões temáticas paralelas:(i) Currículo Nacional de Ensino e gestão e formação de professores; (ii) Gestão do Ensino Superior público e privado; (iii) Administração, Inspeção Escolar, infraestruturas e recursos educativos; (iv) Participação dos pais, da comunidade, do setor privado e demais parceiros.

No último dia, foram apresentados, por Ex-Titulares do Ministério da Educação, os resultados das sessões temáticas e realizou-se uma palestra sobre “Política de gestão e administração no setor da Educação”, proferido pelo Ex-Ministro do Ensino Superior de Cabo Verde, António Correia e Silva.

A sessão de encerramento do 3o Congresso foi marcado pela leitura da Declaração Final do Congresso, apresentada pelo Diretor-Geral da Política, Planeamento e Parcerias, Antoninho Pires, e ainda pelos os discursos do Sr. Ministro de Estado, Coordenador dos Assuntos Sociais e Ministro da Educação e com o encerramento oficial por S.Exa. o Primeiro-Ministro, Rui Maria de Araújo.